Postagens

11/02

Acordou de um sono difícil, lento e pesado. Já não estava em sua cama.
Sentiu-se impressionado ao ver que não estava em sua casa, nem em sua rua, em lugar algum que lhe fosse familiar em um primeiro momento. Flutuava de ponta cabeça sob o céu noturno da cidade que ardia em luzes. Não sentia seu peso, nem o sangue que se acumulava na extremidade superior do próprio corpo. As únicas sensações reconhecíveis eram a da brisa que lhe soprava o rosto e a opressão que o acompanhava a meses. Uma melancolia repentina e profunda que o abatia de tempos em tempos, sempre que percebia a sua atual condição. Nada fazia sentido até então mas, pra quem sofre de depressão, certas sensações, mesmo aquelas que parecem te levar mais para baixo dentro de si ainda são melhores do que o vazio de costume. Ele se deixou embalar por esse flow suicida até não sentir mais nada.
Percebeu a leve turbulência e o corpo que flutuava passou a cair de cabeça em direção ao asfalto frio, mas era tudo mais rápido do que dev…

Íncubo

Imagem
Susto, medo e desejo. Com essa exata ordem de emoções a morena de trinta e dois anos leu as frases curtas da mensagem no celular. Era pra ser só uma conversa de uma mulher casada com um cara de vinte anos sobre namoros e esse tipo de coisa. Nada que não tivesse acontecido antes.Ela mesma tinha levado a conversa para assuntos pessoais, mas ninguém esperaria uma direta dessas. “Desde a época lá da igreja sempre tive tesão em vc. Eu e o Steferson ficávamos comntando sobre seu corpo sempre que dava”
Foi uma pausa longa, de uns dez minutos. “pq ta me dizendo isso?” “Pq te acho muito linda, e achei que não tinha nada a perder”
Não respondeu nada. Só ficou ali sentada com os antebraços apoiados na mesa e as coxas grossas cruzadas enquanto olhava para o celular. Não era o tipo de idéia que ela teria levado a sério desde então, mas você sabe como são as pessoas. Já tinha dois filhos, casada a uns anos e a vida já não tinha grandes emoções. Acordar cedo, cozinhar, trabalhar no sa…